março 20, 2015

A lágrima das flores



caem pétalas errantes
lágrimas floris em instantes..


continue lendo

março 19, 2015

Mil novecentos e...





continue lendo

março 16, 2015

Poeira




"Sou pó.
Poesia
que se esvai
e
cai
na escrivaninha
e
se mistura
em um tinteiro
que se se esvai
em um pedaço de papel.
Sou pó.
Poeira
que o mundo inteiro
tosse,
que voa
e
esmaece
sobre o cômodos
e causa incômodo
Sou pó.
Ponto,
ponto final,
que quer ser reticência,
e (…)"

Laryssa Andrade
continue lendo

março 11, 2015

O poema das flores








continue lendo
 
poético diário 2014-2017 | design por Beautifully Chaotic