junho 26, 2015

As cores de junho

É verdade que o mês está quase no fim e ultimamente o calor de Maceió tem cedido lugar ao frio. Deve ser por esse motivo que eu gosto tanto desses trinta dias do ano. No entanto, é justamente nessa época que as gripes surgem e a indisposição resolve pairar um tanto.

Já fazem três dias que estou com uma febre chata e dores que eu nem imaginava ter. A minha sorte - eu acho - é que minhas aulas da faculdade estão suspensas por um tempo e assim posso me recuperar dessa virose rara e ainda colocar a minha cabeça no lugar.

Sendo assim, vos deixo uma amostra especial nas fotografias a seguir das cores que junho me trouxe em uma quarta chuvosa de um dia quase totalmente feliz. 









"e dentro dos verdes vales
imaginários floris
guardo a esperança
na neblina 
de  um céu
imaginário
que diz:
sê flor,
como for
mesmo que exista
a dor
e o
amor
se for"

2 comentários:

  1. Até doentinha você consegue ser poética.
    Fotos encantadoras, como sempre. As fotos, um amor. Também amo o frio dessa época do ano!
    Desejo melhoras, se ainda não melhorou ♥

    ResponderExcluir
  2. Ai, Tati! Sinta-se abraçada. Agradeço muito o seu carinho.
    O inverno é muito agradável e inspirador. Fico feliz que também goste dele.
    Estou recuperada, obrigada, e bem feliz em poder voltar a escrever...
    Um abraço! ♥

    ResponderExcluir

 
poético diário 2014-2017 | design por Beautifully Chaotic