dezembro 28, 2015

Adeus, 2015





Volto a conversar por aqui como no final de 2014. E não sei, e não entendo o porquê, de finais de ano me fazerem sentir tanto. Penso que estou crescendo de uma vez e não posso mais pedir pra desacelerarem um pouco, afinal, viver é agora. Caramba! Deus ouviu o meu choro mesmo quando eu insisti em não acreditar mais nEle. Dois mil e quinze foi punk e torto. Fico bem feliz quando vejo as pessoas resolvidas e sorridentes com a gratidão do tamanho do universo. Mesmo esses 365 dias sendo  coisados, sou grata por não ter desistido de nada; e melhor, sou grata por ter tentado ser o que eu não era, para que de uma vez, a vida desse uns tapas generosos na minha face.


A única palavra que eu desejo caminhar é a calma por ela ser amiga de tudo. Se tivermos sensibilidade para senti-la as coisas caminham melhor, não importa como você se encontre. E não diferente dos outros anos, eu sempre faço uns pensamentos em uma folha. Porém, a desse ano foi diferente; talvez pelo motivo de que estou vendo mais em menos e anotei coisas do tipo: me aprofundar no minimalismo, ler mais livros e me organizar melhor. 

Pois bem, se não fossem os comentários que recebo aqui, e pessoalmente, dificilmente eu estaria a escrever e a pensar com amor em tudo aqui publicado. Agradeço por não terem desistido da minha pessoa. Enfim. Eu desejo calma no caminhar de vocês e muito amor em tudo que for feito. 

Vos espero aqui em 2016! ♥

2 comentários:

  1. Esse 2015 parece que não foi muito fácil pra ninguém, mas é sempre bom manter algum otimismo de coisas melhores pra 2016, né? :) No fundo é a gente que faz o ano, e ter esse feeling de que tudo vai mudar (ou que a gente vai mudar o que está ruim) é o que de fato muda as coisas. Beijos :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As inseguranças sempre andarão conosco. A vida nos dá esses caminhos tortos para nos provar que somos ainda mais fortes. E tudo depende de nós. Ah, abraço, Kah! Feliz vida pra tu. ♥

      Excluir

 
poético diário 2014-2017 | design por Beautifully Chaotic