Você não vai desistir, né?

Olha só quem apareceu após uma semana, rs. Como vocês estão? O tempo aqui tá bonito, a casa está em silêncio e em meio aos fichamentos e resumos senti saudade da escrita pura que a vida me ensinou a expressar aqui no Poético Diário. Talvez se eu não aproveitasse as horas do dia só retornaria aqui quando desse, ou seja, no fim dessa semana; então vamos sorrir, pois cá estou.

Deixar claro que o clique que fiz (abaixo) foi tão nostálgico que, sei lá, me pareceu casar com essa publicação.


As duas últimas semanas estão sendo bem radicais por dois motivos. O primeiro é que pela primeira vez eu entendi todo esse palavrão que as pessoas usam ao estarem realmente ocupadas. Quando você menos imagina sua rotina é regida por tabelas e você agora precisa cumprir horários (pro seu bem). Nesses breves cronogramas surgem os resumos, fichamentos, planos e o desejo de que tudo isso acabe - coisas normais na vida de uma estudante na metade da graduação. O segundo motivo são os sonhos. Quanto mais o tempo passa você acorda pra uma realidade que é só sua. Paciência e coragem são coisas bonitas e é algo que nós precisamos ter; tudo é um processo. Quero dizer, no meu caso é um processo porque meu bol$o se encontra vazio. Ter paciência pra viver, e mais, fazer acontecer é algo que 'cê deve começar pra já. Não precisa jogar tudo pro alto e nem desistir, uma hora seu coração grita e as coisas acontecem. NOSSA, QUE FÁCIL, mas sabemos que a vida não funciona assim facin demais, não funciona mexxxmo. O remédio tá em insistir naquilo que te faz bem e saber caminhar com isso.

Eu citei uma montanha de confusões anteriormente porque a menina que vos escreve sempre erra vírgulas e os porquês, mas não desiste de escrever sobre a vida porque ama o que faz e persiste em ampliar esse amor para que a sua escrita possa alcançar outras peoples. Enquanto as satisfações que desejamos cumprir não chegam o que podemos fazer é não desistir de nada que sonhamos e queremos. É clichê, eu sei, mas você precisa sempre lembrar disso e lembrar também que tá todo mundo mal (valeu, Jout Jout).

Boa semana pra nós!


vem me acompanhar aqui também:



2 comentários:

  1. Linda imagem em palavras serenas.
    Paciência e coragem são para coisas bonitas.
    Gostei de teu espaço sútil e delicado.

    CSÓK!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Elas, paciência e coragem, devem sempre andar conosco... são indispensáveis, a nossa base - mesmo que seja tão complicado entender como praticá-las.

      Gostei muito de te ver aqui, Anite! Sinta-se abraçada.

      P.s.: o seu cantinho virtual é lindo ♥

      Excluir