outubro 17, 2016

Fotografia: manual sincero




Esse mês ~ou no próximo~ completarei dois anos com a EOS Rebel T3 da Canon. Ela é bem simples, acredito que não vendem como antes, mas ganhou o meu coração (na época e até hoje).

Confesso ter começado o meu molde no universo fotográfico só após algumas experiências mais sérias. Não foi fácil receber os primeiros convites para que eu pudesse fazer uns registros por aí. Eu me sentia insegura por não saber "o suficiente", mas por outro lado me sentia bem pra caramba por ter registrado lares e sorrisos. Penso que o barato da fotografia é o descobrimento diário que nós fazemos e também o significado plural que ela possui no coração de cada um - seja para quem é fotografado ou quem fotografa.




Só quando esses meses, anos, horas passam é que tu percebe algo mágico: cada um possui o seu momento. Me prendia em duas falhas graves (que eu não recomendo ninguém seguir): comparar tudo que eu fazia - sempre me menosprezando - relacionado ao trabalho de outros & a outra coisa era não tentar criar os meus "métodos" de edição, ou seja, me prender aos presets sem me dar o esforço de entender o porquê de muitos detalhes na edição. O resultado disso é insegurança e prisão. Eu acabava não editando por achar tudo que eu fazia exagerado/errado e ponto. Isso é tão notório que em quase dois anos eu quase não publiquei nada por aqui e também não estudei como deveria - acredito que hoje eu tô mais presente do que antes.

Edições que resgatam a fotografia analógica, registro sem muita informação - tipo algo que não te provoque distração [...] o simples me encanta. Porém, eu fui descobrindo isso depois de entender que...


Você realmente só descobre algo se tentar

O melhor material do mundo é aproveitar o que está ao seu alcance (seja um celular ou câmera)

Inspirar-se deve ser o sinônimo de viver. Conheça o trabalho de outras pessoas

Não tenha medo. Lembre que um passo de cada vez é melhor

Fotografia é liberdade, janela da alma, é criar um mundo pra tu. Nela, bonito é você se encontrar e com um tempo ir moldando os seus olhos através das lentes. Você cria outra edição, experimenta o método x em vez de z, etc etc etc.

O próximo sonho é estudar de forma "adulta" sobre a temática. Aprender por conta pode ser uma belezinha, mas estudar mais a fundo me deixará cada vez mais tranquila. Aqui em Maceió temos a Escola Criativa. É uma escola de arte - c/ cursos tipo o de fotografia e cinematografia. Preciso dizer que eu quero ser uma das próximas alunas? Infelizmente não temos cursos superiores na área por aqui, o que deixa os amantes dependerem de outros estados do país para estudar sobre.

Enfim. Nos veremos em breve. Foi muito bom ter escrito, mesmo que minimamente (ainda) sobre foto/cinematografia por aqui. 



Me diz... a fotografia também é algo especial pra você? <3



4 comentários:

  1. Me identificando muito com esse post, hahah.
    Sem contar que eu amei as fotos que 'cê colocou nele, tá tão amorzinho! Sério, adorei! ❤❤❤

    ResponderExcluir
  2. Ahhh, fico feliz que tenha gostado e se identificado! Fotografia é um amor gigante pra mim e conversar um tantinho sobre isso é muito bom. Visitas como a sua me motivam a seguir. ♥♥♥

    ResponderExcluir
  3. amei o post ❤
    eu tenho uma dificuldade muito grande em não comparar meu trabalho com o de outros fotógrafos que eu admiro, sabe? isso as vezes (muitas, na vdd) faz eu pensar que não está bom o suficiente... enfim, inseguranças, né? acho importante tentar deixar sempre isso de lado, buscar inspiração e conhecimento, melhor forma de se tornar melhor nessa arte linda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. isso mesmo, ka! novas descobertas são motivadoras demais e nos dão o suporte exato para seguir com essa arte. feliz em te ver aqui. beijo! ♥

      Excluir

 
poético diário 2014-2017 | design por Beautifully Chaotic