coisas do meu 2016

Foram mais de cem textinhos, alguns vídeos e uma vontade de compartilhar ainda mais histórias com vocês. Descobri novos blogs e abri ainda mais os olhos para as coisas bonitas da vida. O ano não foi fácil por motivos e situações que quase me obrigaram a desistir de projetos e vontades; só que quando esse sentimento aparecia eu lembrava que a chuva vem para as flores nascerem.




O big chop. Em outubro de 2015 fiz o primeiro corte no cabelo que estava quase na cintura. Me senti mais leve em vários sentidos, mas até o grande corte, que só aconteceu em junho de 2016, eu precisaria trabalhar muito alguns "conceitos" dentro de mim. Aí algo maravilhoso aconteceu: vi que o tempo passa pra todo mundo e que uma hora o meu cabelo cresceria outra vez. Vi também as diversas reações de muitas pessoas sobre a minha decisão e...

Descobri ainda mais que somos os nossos próprios e maravilhosos heróis. As pessoas irão reclamar de tudo que você fizer, acredite. No momento em que mais precisei várias chegaram pra dizer que não gostaram porque não """"""favoreceu"""""" o meu rosto. No fim, quero dizer, no início de uma mudança, qualquer palavra fica marcada e essas pessoas marcaram muito, sabe? Eu entendi a questão da opinião, mas, cara, eu estava mudando. E cá estou mudando sempre. Não me arrependo da decisão. Me sinto muito melhor hoje.

My mad fat diary. Boa parte dessa força que retirei de dentro eu devo a essa série e talvez eu já tenha citado ela algumas vezes no blog ~ talvez ~. A história passada nas três temporadas são reais e a autora, acompanhada de toda a equipe, transmitiram as nossas angústias e questionamentos de uma maneira lindamente forte. Sentir a tristeza é normal, é saudável... faz parte.

Cumpri mais da metade das metas que anotei. Fiquei muito feliz com isso. Parece bobo, eu sei; só que a sensação de cumprir algo é bem gostosinha. Faltaram coisas.. hum.. acho que duas. Eu realmente tentei e chorei por tais ~ por ter esperado e arriscado e acabar sem as duas. Ok, agora é seguir porque o próximo tá aí.

Escrevi mais. Talvez bem mais do que imaginei e isso me deixa bastante feliz. Passamos das cem publicações no blog só esse ano e alguns vídeos no YouTube. Muito obrigada <3

Instagram. Dia 30 de dezembro de 2015 eu estava numa crise horrorosa baseada na aparência da minha galeria no Insta. Foi horrível sentir o que senti. Acreditem ou não, eu estava me sentindo doente por conta de uma mania de perfeição que me tomou conta. Depois de muito chororô, apaguei todas as fotos da galeria coisa que me arrependo hoje e recomecei, só que bem diferente. Eu estava sendo otimista nas redes e por dentro eu estava morta por diabos de uma galeria. Aí já viu... aquele meu gosto de registrar os detalhes estava mortinho e isso não era justo comigo. Ainda bem que 2016 foi diferente. Lá só tem amor e o que o meu core tá afim de cantar pro mundo.

Intermediário I no Espanhol. Minha eterna gratidão aos projetos abraçados pela Universidade e a Faculdade de Letras. Eu saí do nível básico de outra língua que não é fácil como cês pensam e antes de concluir, lembro que foram umas sete redações entregues e a cada entrega os erros diminuíam; e a minha segurança em falar aumentava. Ainda faltam alguns níveis e eu preciso melhorar muito. Chegar até aqui me fez pensar em como tudo é possível. 

Conheci a Sol. Conhecer uma estrangeira, viajante eterna e exploradora do mundo me fez admirar ainda mais a vida. Não sei se um dia vamos nos ver... mas lembro bem dessa espanhola, da nossa conversa sobre poesia, canções; e do nosso último abraço e enfim um te desejo luz, vai em paz.

Curso de desenho de moda. Sobrevivi e saí com a sensação de ter nascido para aprender e criar; fazer arte, errar e fazer outra vez. Não sei explicar. Tem publicação para 2017 falando desse curso com fotos e tudo mais.

"No rain, no flowers" se tornou a frase da minha vida. Primeiro a chuva, depois as flores. Acho que alguém quer fazer a primeira tattoo.

A garrafa dos acontecimentos. No correr do ano anotei as pequenas coisas que fizeram diferença no meu dia, coisas que me deixaram contente. O resultado foi uma garrafa com essas felicidades, seja um sorriso de um desconhecido ou o fato d'eu ter sobrevivido aos semestres da faculdade hahaha Tudo isso com um único objetivo: ser ainda mais grata, apesar dos pesares.
Redescobri o crochê. A paixão das mulheres da família Andrade se encontra na arte e acabei pegando carona nesse carinho. Essa minha descoberta me faz tão bem. A cada ponto e criação me sinto motivada a continuar e em breve mostrarei umas pecinhas aqui, que tal?

Dani e Paulo na Islândia. Gente, o que foi essa série?????? Sou apaixonada por esse casal, pelas produções e as receitas claro. Paris, Texas, Vancouver me marcaram muito através dos vídeos desses dois, mas a Islândia me deixou sem palavras. Esse lugar é surreal de tão lindo e sempre gosto de assistir essa série novamente hahaha Façam uma pipoquinha e assistam também. Os oito vídeos marcaram o meu ano <3

O intercâmbio do João & da Emille. Outros vídeos que me marcaram muito foram o do João Bertoni e o da Emille Rosa. São histórias diferentes, mas que acabaram dando na mesma: um intercâmbio. Conhecer e acompanhar a experiência de tais foi algo que deixou o meu ano mais especial. O formato dos vídeos me motivaram muito a acreditar nos pequenos prazeres da vida, sabe? É como se eu fosse amiga de ambos e sentisse a saudade e a felicidade que essa viagem está proporcionando a eles.

Troquei cartas com mais pessoas. Recebi cartas e também enviei. Parar minutos para concentrar-se no coração do próximo é algo raro mas que deveria ser constante. Em breve meus versos estarão voando outra vez e não penso em parar com essa singularidade que a poesia nos dá.

Fui a um show do Whindersson. A alegria que esse cara proporciona é de outro mundo. Esqueci de tudo que estava me amarrando e deixando pra baixo. Foi lindo! :)


Quatro anos. Namoro com ele desde os 16 e já estamos com 20. Acho que o tempo passou um pouco... e o nosso amor também fluiu de maneiras que só nós entendemos; em um universo só nosso. A  calma é o que nos completa e essa forma de amar é a mais saudável que encontramos. Desejo que essa paz seja prolongada e esse amor que cresce continue a caminhar. Je t'aime, amour.



~
 Vi essa tag no blog da Malena <3

Pessoal, muito obrigada por tudo! Por cada comentário e apoio. 
Até breve e um doce 2017 para nós ♥

6 comentários:

  1. Tudo tão bom! Fico muito feliz por tudo de bom que aconteceu! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, querida! Muito obrigada :) Te desejo tudo de bom. Um abraço <333

      Excluir
  2. Que listinha mais bonita! Te desejo o melhor ainda em 2017.
    É tempo de renovar.

    <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém, amém! Só coisas bonitas pra tu! Um abraço e um feliz ano <333

      Excluir
  3. Ô coisa boa lembrar do lado positivo (que até os anos mais horríveis tem).
    Que 2017 lhe traga ainda mais conquistas. ♥︎

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Felicidade te ver aqui, Luiza :) <33 Te desejo coisas bonitas no resto dos seus dias. Sinta-se abraçada.

      Excluir