a poesia da cidade: olhos e coração em Maceió



 Há uma cidade em mim 
enquanto meus órgãos vagueiam por aí,
percorri minha artéria aorta 
pela contramão de uma avenida pulsante
até encontrar meu coração, 
completamente embriagado*











A poesia desta publicação é do Diego Rezende que vi em uma agenda querida que guardo aqui em casa. Já as fotos, não tão novas, são de quando chamei uma amiga para me ajudar num projeto pessoal. Esse dia foi lindo e mal posso esperar para repetir. Fotografar com olhos e coração é sempre bom, ♡.


See you.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Poético Diário © , All Rights Reserved. BLOG DESIGN BY Sadaf F K.