as cores de cá

Hoje senti vontade de fotografar alguns processos comuns que acontecem aqui. 

De muitas maneiras a aquarela me auxilia nessa montanha de processos chamada vida. Eu entro em meu quarto ou sento no sofá ou busco um banco em alguma praça e alguma magia acontece em mim. Sinto em meus dedos florescer a paz, a calmaria; um instante de amor sem medidas, mas que bem entendo e sei medir.







See you.

dear diary #20

arte em aquarela por Laryssa Andrade 🌿


Essa série, a dear diary, me faz lembrar sempre das coisas bonitas que eu cruzo nessa vida. Online, por mais que muitas coisas por aí demonstrem um certo auê, é sempre bom lembrar que a internet guarda muito amor também - e além. A cada dia mais seleciono e abraço as coisas que me iluminam. Mais do que isso, eu quero que outras pessoas se sintam inspiradas também. Por isso, hoje, selecionei algumas das bonitezas que tô amando ver ultimamente. 

.O blog Wide eyed tree que conheci recentemente e me deixou encantada com tamanha singularidade em suas fotografias;

."Eu não conseguiria" é um texto da Fla no blog 'Na nossa vida' em que eu pude me identificar de várias maneiras (muitas mesmo);

.O post que a Manie do blog Meus cafés escreveu conta os porquês de ela ter um blog. Amei tanto lê-la. A conheci esses dias no YouTube e gostei de saber que ela escreve num cantinho virtual; 

.Kit Agar é uma artista visual que conheci no instagram esses dias. Além do tradicional, gosto muito de me aventurar em criações digitais. Quando conheci o trabalho dela rolou uma identificação total;

.Lá no Pinterest criei uma pasta somente com as minhas criações, :).





See you.

muito afeto & papelaria 2020 Amanda Mol


La atrás, talvez em cinco ou seis anos anteriores ao que vivemos, fui apresentada ao trabalho de uma mineira chamada Amanda. Aos 18 anos eu sentia que de alguma maneira a arte me cativa e mesmo sem saber como fazê-la ou como ela brotava diante de mim, fui abraçada pelas meninas que a Amanda Mol ilustrava. Tão motivada por ela, conheci a aquarela e pela primeira vez fui descobrindo o mundo e suas cores.

É verdade que todo o processo que envolve a criação de um artista nos atinge de uma maneira e comigo, claro, isso não foi diferente. Ver pincelada virando produto, ouvir que ilustrar é para todos soou por aqui de uma forma linda. E bem, desde aqueles anos, tudo o que a Amanda toca me emociona.


Por convivência, Heverton (mon amour), sempre me incentivou muito a incluir a arte de alguma maneira em meus dias - seja de forma terapêutica ou não. Então eis que semana passada ele me vem abraçar com a papelaria 2020 de Amanda tomada em seus braços e aquilo me deixou muito feliz. 

Não achei justo guardar tanto encanto somente para nós dois que pudemos folhear página por página de cada produção. Por isso tratei de registrar detalhes bonitos, a fim de que vocês pudessem também admirar. 



Vamos começar pelo planner mensal?

O que me deixou mais encantada foi a organização dos meses e a liberdade que ele nos dá de anotar as nossas semanas como nós quisermos, já que não possui data. Fora que, a cada semana, ou melhor, a cada dia, existem espaços suficientes para o nosso planejamento.

Outro detalhe bonito são os espaços para preenchermos, como: gastos da semana, finanças (sobre a grana que entrou e saiu no mês), nossos desejos para o mês, viagens, experiências. Um mix de coisas lindas.



Outro detalhe que achei demais: o planner acompanha adesivos. Prometo usar e não guardar como fiz na infância (hehe). Percebi, ainda, que cada um foi desenvolvido para esse método diário e/ou bullet journal de cadernos e agendas. Cada palavra tem o tamanho real de como escrevemos em papel. ♡



Agora é a vez do calendário de mesa que (também) nos dá a opção de usá-lo apenas como decorativo, já que acompanha ilustrações maravilhosas como essas que mostro aqui (acima e abaixo). Facilita muito ter calendário pertinho. Como gosto de ilustrar todos os dias, ver essas criações estampadas me deixou bem feliz! :)



voilà... calendário&planner 2020! Achei maravilhoso esse tamanho A4, além de sentir que a cada mês terei um pôster diferente para usar - dá pra acreditar?. De botânica às frases, Amanda trouxe muitos detalhes queridos. A página principal conta com os doze meses inteiros, mas as demais com espaços enormes para anotações específicas nos dias dos meses. Além dessa página (foto acima) para anotarmos as nossas ideias.


Por fim, e como eu já havia escrito, cada detalhe importou muito por aqui. Recebi uma surpresa super especial também, pois Amanda me enviou um cartão escrito à mão e isso me deixou toda boba. Cada letrinha foi como um abraço e me inspirou demais.



* extra extra extra *

Visitando a loja Carajás aqui em Maceió esbarrei com produtos da Amandinha também. Pensem na minha felicidade! :D Ganhei alguns envelopes e essa caixa linda onde fiz questão de colocar os meus papéis de desenho + livros da literatura infantil que amo. Essa caixa foi desenvolvida por ela e a marca Protêa! :)



Conheça, clicando aqui&aqui, o mundo mágico de Amanda Mol em seu Instagram. 

See you.

resenha: linha filiart renaud de papéis



Já faz um tempo que busco o momento perfeito, desde que chegaram papéis da Filiperson aqui em casa, para conversar sobre as minhas impressões relacionadas a eles e hoje, finalmente, esse momento me abraçou. 

Como vocês devem saber, sempre compartilho tanto aqui no blog, com a categoria #arte, quanto no Instagram com a hashtag #outrasemente🌿, os meus experimentos com aquarela na tentativa de representar os meus dias, os personagens que brotam do meu coração ou alguma história que brotou em meu caminho. Por esses motivos, e na verdade muitos outros, me sinto contente por conhecer novas marcas que possam me inspirar.

Quando conversei com a equipe Filiperson (contei tudo nesse post aqui! :)) eles me mostraram uma linha desenvolvida por eles chamada Renaud. A coleção conta com alguns papéis, dentre eles: o profissional, o artístico e o aquarela.


O primeiro papel que testei foi o profissional e tem 200g/m². Apesar de essa gramatura não ser indicada por muitos para pintura em guache/aquarela aliada ao uso de outros materiais mais líquidos, eu mostro que é possível sim e o resultado fica demais

Para esse desenho, em especial, usei a tinta aquarela com a técnica seca, ou seja, ao misturar a pastilha de aquarela à água, eu não molhava o pincel tanto assim. Isso faz a folha absorver pouca água suportando bem a tinta. 


Em folhas com gramaturas menores a técnica seca para a aquarela funciona muito bem também ao se fazer desenhos maiores, como é o caso desse abaixo que desenvolvi. Para ele, usei tons terrosos e aproveitei muito bem o tamanho original da folha, o A4.



Já a folha Renaud linha quarela é a minha querida por motivos claros. As técnicas que envolvem aquarela me cativam demais e experimentar a gramatura de 300g/m² é sempre legal. Além de ser desenvolvida pensando nesse tipo de pintura, as folhas também:

- TEM PH NEUTRO
- SÃO LIVRES DE BACTÉRIAS E FUNGOS
- SÃO UM PRODUTO ATÓXICO

Para o melhor aproveitamento do papel aqui, costumo dividi-los em "tabelas". Em uma única folha A4 consigo reproduzir 6 (ou mais) ilustrações para estudos pessoais - gerando também uma economia maravilhosa, né? 




E, ah, quem aí já pintou em tela durante a época da escola ou simplesmente quis experimentar a sensação que esse tipo de pintura proporciona? E se eu disser que existe um papel que reproduz fielmente as superfícies de tela?


Quando essa linha chegou aqui e eu iniciei os testes, percebi o quanto as tintas seguem o fluxo de um quadro mesmo. O papel Renaud artístico possui 240g/m² e tem uma espessura marcante, por isso funciona bem com o uso de guache, que foi a tinta que eu testei, mas acredito que funciona com outras mais cremosas também.

Apesar de não ser o meu estilo de pintura atual é bonito de ver a quantidade de possibilidades que a arte nos oferece. Para esta publicação em especial colori detalhes de um vaso para vocês verem mais de perto os detalhes que escrevi:



Espero (muito) que vocês tenham gostado de ver as minhas impressões sobre essa marca e esses papéis que sempre aparecem por aqui. Meu intuito ao mostrar a arte de várias formas aqui no blog é que vocês também possam se deixar cativar por ela e que de alguma maneira se sintam inspirados a criar. 

Para mais informações e também acesso aos outros lançamentos da marca:
Loja Filiperson & Instagram Filiperson (usem a hashtag #filipersonpapeisespeciais) 




See you.


olhar atento ao mar


Maceió tem algo especial em suas ruas, em seus mares; em seu imenso azul.

Algumas vezes eu gosto de sair para mirar histórias e senti-las também. Nesses dias a minha velha câmera me acompanha e a partir dela me eternizo junto às cores e formas. Vocês tem o costume de admirar algum lugar em especial? No caso do mar, a canção abaixo de Djavan também me acompanha.













See you.

de dentro: um novo diário com imagens

Já faz um tempo que eu me apego às fotografias em vídeos. Dessa vez quis tranaformar esse desejo em uma nova categoria lá no canal e consequentemente publicar aqui também. Vez outra quero mostrar aos que me acompanham alguns (muitos) detalhes dos trabalhos que desenvolvo com a imagem. 

No episódio de hoje, algumas fotografias intimistas, feitas aqui em casa com dois amigos. Nada foi planejado, mas eu me apaixonei em como o preto+branco tem o poder de ressignificar absolutamente tudo que está em nossa volta. Vocês também sentem isso? 








See you.
Poético Diário © , All Rights Reserved. BLOG DESIGN BY Sadaf F K.