cais, uma série fotográfica

eu sempre gostei de acompanhar séries fotográficas. reparo a ligação entre o nome escolhido com as imagens, o cenário, objetos; cores. lá no fundo eu sinto que criar alguma coisa vai bem além da atenção "técnica" que se deve ter. vejo a imagem como uma extensão de nós. esse caminho que envolve a fotografia diz muito sobre o que está dentro nós  no sentido mais sensível possível. 

dessa forma, acabei tomando a câmera em mãos e recriei um Cais, o meu cais. dois mil e vinte me surpreende de várias maneiras e mesmo dentro da delicadeza e das circunstristezas que tudo acaba provocando retomo a reflexão de que a fotografia, pessoalmente falando, vai ser sempre uma extensão daquilo que somos.

no dicionário, cais é um reforço de alvenaria de um canal, destinado a conter águas e direcioná-las. no sentido mais poético de tudo vejo cais como o nosso respiro em algo. nesse caso, o meu respiro está sendo tentar me recolher na arte.




vejo vocês em breve.

6 comentários

  1. Adoro essas postagens assim, são de dar um quentinho. Ficou lindo o blog, Lary, achei que tudo combinou de um jeito que é só seu. <3

    ResponderExcluir
  2. sua série fotográfica é incrível ♥ faz todo sentido esse tecido descendo, como escorrendo pelos cantos das palavras do livro escolhido. você sempre tem uma sensibilidade que me toca.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. clarinha ♡ você é sempre sensível comentando aqui. obrigada mesmo!

      Excluir

poético diário