um eterno caos calmo


apesar das muitas nuvens que estão agora no céu de Maceió, consigo sentir uma luz confortável invadindo a minha janela. a fresta de cor está batendo no termômetro que usei pra medir a minha temperatura nos últimos dias e também em alguns livros. 

agora, enquanto me organizei pra escrever esta publicação, me veio as reflexões do início do ano. eu animada com o início de um novo curso, planejando que em maio, provavelmente, eu estaria realizando as primeiras provas teóricas e práticas dentro da Comunicação, e etc. como todos podemos experimentar algumas coisas foram lentamente retardadas e isso me deixou confusa em como retomar o blog seria possível. tenho tentado me apegar ao bem em muitos momentos, mesmo que até uma pontinha de paz cause desconforto e eu não saiba explicar os motivos para isso.

dia desses voltei do hospital (está tudo bem) e retornar para a minha casinha trouxe de volta sentimentos que eu estava lidando bem, mas mexeram comigo. após o primeiro banho, após o primeiro descanso em seis dias de internação, eu me senti muito ansiosa. me senti com medo e quase tudo se torna um motivo para que eu chore. acredito que ambientes hospitalares podem despertar isso em nós, não é? são ambientes claros, silenciosos e que trazem consigo algum detalhe de dor.

bem, passados três dias da minha chegada eu achei que seria bom voltar a escrever, ler e assistir coisas que pudessem me abraçar como antes. reler sobre autoconhecimento, despertar as coisas boas que estão dentro do meu coração, ouvir canções que me mostram o quanto apesar do caos eu posso tentar converter isso em calmaria, mesmo que que devagarinho. inclusive, digamos que este escrito é um sinal positivo de que o meu eu está respirando e retornando às compreensões básicas para respirar outra vez.

para completar com amor tudo isso que eu disse, irei listar algumas produções que têm me iluminado. espero que de alguma maneira ilumine vocês também.


pense um pouco mais em você, vídeo do Fred Elboni.







vejo vocês em breve.

9 comentários

  1. Oi Lari!
    Eu tenho procurado essa calmaria também. Passei muito tempo sentido raiva de tudo e todos e agora só quero voltar a ter serenidade e mais calma na vida.
    Também tenho lido sobre autoconhecimento e já coloquei nos favoritos os links porque é esse tipo de conteúdo que ando querendo consumir agora (já tinha lido o post da Maki <3)

    Beijooo e fique bem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. *Desculpa, é Lary com "y" né? Desatenta eu, sorry rsrs

      Excluir
    2. esse sentimento de calma é o mais puro e sincero que existe. desejo demais que ela (a calma) te faça companhia em dias bons e também nos difíceis <3 e sim, sou "Lary", mas não tem problema pelo y, hahaha. um abraço, querida :D

      Excluir
  2. amiga, tô feliz que esteja "bem" (na medida do possível) e que tenha voltado para sua casinha. continue com essas postagens lindas e espero que encontre conforto criando algumas coisinhas. se precisar me chama <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tô sentindo uma paz imensa por ter retornado ao cantinho, amiga. obrigada pelo seu carinho e por sempre estar pertinho de mim. <3

      Excluir
  3. Querida <3
    Espero que melhore cada dia mais... respira fundo...um dia de cada vez.
    Sua arte me motiva. Fica bem.
    Beijos, Flora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. flora, querida, como te admiro <3
      obrigada por me doar tanto carinho sempre...

      Excluir
  4. Fred sempre me acalma quando estou aflita e ansiosa! Desejo melhoras pra ti e muita saúde! ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tenho um afeto bem sincero por Fred <3 obrigada pelas palavras Rafa. te desejo o dobro de coisas boas, viu? :D

      Excluir

poético diário